94% dos brasileiros apoiam corte de benefícios dos políticos para cobrir o rombo nas contas do Governo, diz pesquisa

Para 94% dos brasileiros, deveria haver um corte de benefícios dos políticos para cobrir o rombo nas contas públicas. É o que mostra levantamento do instituto Paraná Pesquisas, divulgado na quinta-feira (11).

 

Segundo a pesquisa, 76% da população conhece problema fiscal do país. Em 2018, o déficit previsto pelo governo nas contas públicas é de R$ 157 bilhões. No momento, o governo procura formas de equilibrar este valor.

 

A solução defendida pela maioria dos entrevistados para melhorar as contas públicas é a redução de salários e benefícios de políticos e juízes. Uma minoria defende que haja cortes nos salários de servidores públicos. Os rendimentos dos políticos são os mais visados: 94% apoiam uma redução nos benefícios. Os cortes nos benefícios de juízes são defendidos por 76,3%. Já uma redução nos salários de servidores públicos enfrenta oposição de 56,6% dos brasileiros.

 

Em 2016, os impostos representaram 32,38% do Produto Interno Bruto (PIB). Se depender da opinião dos brasileiros, um aumento nos tributos é a pior saída para solucionar o problema nas contas públicas. Segundo a pesquisa, 93,1% são contra um aumento de impostos para cobrir o déficit nas contas públicas, 37,6% apoiam um aumento e 5,9% não souberam responder.

 

O levantamento ouviu 2.422 brasileiros em 165 municípios durante os dias 10, 11, 12 e 13 dezembro de 2017. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Para 94% dos brasileiros, deveria haver um corte de benefícios dos políticos para cobrir o rombo nas contas públicas. É o que mostra levantamento do instituto Paraná Pesquisas, divulgado na quinta-feira (11).

 

Segundo a pesquisa, 76% da população conhece problema fiscal do país. Em 2018, o déficit previsto pelo governo nas contas públicas é de R$ 157 bilhões. No momento, o governo procura formas de equilibrar este valor.

 

A solução defendida pela maioria dos entrevistados para melhorar as contas públicas é a redução de salários e benefícios de políticos e juízes. Uma minoria defende que haja cortes nos salários de servidores públicos. Os rendimentos dos políticos são os mais visados: 94% apoiam uma redução nos benefícios. Os cortes nos benefícios de juízes são defendidos por 76,3%. Já uma redução nos salários de servidores públicos enfrenta oposição de 56,6% dos brasileiros.

 

Em 2016, os impostos representaram 32,38% do Produto Interno Bruto (PIB). Se depender da opinião dos brasileiros, um aumento nos tributos é a pior saída para solucionar o problema nas contas públicas. Segundo a pesquisa, 93,1% são contra um aumento de impostos para cobrir o déficit nas contas públicas, 37,6% apoiam um aumento e 5,9% não souberam responder.

 

O levantamento ouviu 2.422 brasileiros em 165 municípios durante os dias 10, 11, 12 e 13 dezembro de 2017. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]